A todos aqueles que me pedem informações através dos comentários, peço por favor que deixem o contacto de email para que possa responder às dúvidas colocadas ou enviem um email para


milkaleite@hotmail.com




Obrigada e voltem sempre! :)


Encontre o que precisa neste blog

Siga-me através do seu email

domingo, 4 de novembro de 2007

História musical: “A água e o mar”

Hoje deixo um guião para realizar uma peça de teatro com as crianças. É uma forma de abordar o tema dos rios, lagos, do mar com os mais pequeninos.
Para a preparação desta peça, as crianças poderão elaborar as vestes das suas personagens. Procede-se a um pequeno ensaio e pode apresentar-se a peça a todo o Jardim ou à comunidade. Tenho a certeza que irão adorar fazer parte deste cenário de magia. Apenas há um inconveniente. Não sei de onde foi retirado este guião e também não sei quais são as melodias das músicas. Mas, como educadoras/es que somos, podemos recorrer à nossa imaginação e, junto das nossas crianças, criar uma melodia para as canções. Espero que seja do agrado de todos.


"A Água e o Mar"

1 – Diálogo

A água que bebemos vem das nuvens.
- Olá gotinhas de água!
E quando começa a chover rega as plantas, enche o poço de água fresca para beber.
- Olhem, está a chover! As gotinhas de água estão a chegar! Vão cair na ribeira, a ribeira enche o rio e o rio vai para o mar. Vamos conhecer as gotinhas de água. Vamos com elas aprender que todos precisamos de água, mas que nem toda a água, se pode beber.

2 – Música

A água vem das nuvens, é de lá que a água vem.
A água vem das nuvens, já todos sabemos bem.
As gotinhas de água (as gotinhas de água),
São mesmo engraçadas (são mesmo engraçadas),
Caem das nuvens e deixam,
A terra e as flores molhadas.

3 – Diálogo

As gotinhas de água que vieram das nuvens juntaram-se numa pequena ribeira. E eram tantas gotinhas de água, que a ribeirinha ficou cheia! Cheia de água doce, água boa para beber.
- Vamos para o rio! – gritaram as gotinhas de água.
E a ribeirinha começou a correr. Enquanto desciam até ao rio, encontraram muitas amigas gotinhas de água de outras ribeiras e juntaram-se a elas divertidas.
Então, todas juntas, e num grande rodopio, a ribeira ficou maior… e lá foram até ao rio.

4 – Música

Cheia de gotinhas de água,
Água doce e limpinha,
Agora ficou maior.
Onde vai a ribeirinha
Cheia de gotinhas de água,
Água doce e limpinha?
Vai muito divertida,
Vai num grande rodopio.
Onde vai a ribeirinha?
Ela vai juntar-se ao rio.
Vai muito divertida,
Vai num grande rodopio.

5 – Diálogo

E quando a pequena ribeirinha, com as gotinhas de água, desceu o monte e viu o rio, ficou mesmo contente! O rio estava diferente, já não estava tão vazio. E o rio, muito feliz ao ver a ribeirinha a chegar, chama as gotinhas de água e diz:
- Venham, juntem-se a mim, ainda temos muito que andar. Vamos levar água às torneiras e aos campos por regar. Venham, juntem-se a mim, vai ser uma grande viagem, até chegarmos ao mar.

6 – Música

Sabem de onde vem, a água boa para beber,
Vem do rio, vem do rio,
vem do rio feliz que vai ali a correr.
E quem rega os campos, (2x)
Só quem souber é que diz.
Já todos sabemos (2x)
É o rio feliz.

7 – Diálogo

Mas o rio, às vezes, deixa pequenos lagos de água parada. Atenção, não se bebe essa água. É só para os bichinhos, mais nada. Para as rãs e tartarugas, o pequeno lago é uma casa e até a borboleta às vezes por lá passa. As gotinhas de água também gostam de lá estar, sem elas, não havia lago. E onde é que a rã ia morar?
Este lago é muito bonito, mas tem água parada e esta água não se pode beber.

8 – Diálogo

Por vezes o rio, quando vai para o mar, encontra sítios altos por onde tem que saltar e as gotinhas muito contentes, põem-se logo aos saltos. Saltam nos sítios mais altos, nada as pode parar. E o rio forma uma cascata cor de prata e faz um arco-íris no ar.
Lá vai o rio a saltar! Lá vai o rio a descer! Sobre as pedras e sobre as rochas, sempre atento a ver, sempre a tentar encontrar um caminho que o leve até ao mar.

9 – Diálogo

Finalmente, depois de muito andar, as gotinhas de água pequeninas, que desceram das nuvens e encheram o rio e as ribeirinhas, estavam mesmo a chegar.
Durante o caminho, o rio feliz deu-nos água boa para beber e fez os lagos de água parada, onde muitos bichinhos irão viver. Pulou rochas, saltou pedras, fez arco-íris e cascatas, deixou os campos verdinhos, regou as flores e as matas.
Nunca se deve sujar o rio. Ele só quer é passar e fazer a sua viagem, das nuvens até ao mar.

10 – Sons:

- Som de uma gota;
- Som da chuva;
- Som de mexer na água;
- Som do mar.

11 – Diálogo

Vamos todos passear até ao fundo do mar. Que viagem tão divertida… Que iremos nós encontrar?
O mar é diferente dos rios e dos lagos e vivem no mar, muitos animais engraçados.
O mar é muito grande, e tem água salgada e é lá que os peixinhos coloridos têm a sua casa. Sempre contentes, sempre a nadar, entre as cores, do fundo do mar.

12 – Música

Entre as cores do fundo do mar,
glu, glu, glu, glu, glu, glu, glu, glu, glu.
Aqui vamos nós todos passear,
glu, glu, glu, glu, glu, glu, glu, glu, glu.
Vamos aprender a cantar e a brincar,
Lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá.
Quem são os amigos (2x)
Que vivem no mar.


13 – Diálogo

- Olhem quem ali vai?
- Sou eu, o camarão encarnado, estou sempre muito animado. E vou agora visitar, a minha amiga, estrela-do-mar. Olha, lá está ela.
- Eu sou a estrela-do-mar e gosto de ficar quietinha, deitada na areia fofinha a ver os peixinhos passar. Mas quando aparece o camarão é logo uma grande confusão.
- Olha, estão ali mais amigos…

14 – Diálogo

- Olá, eu sou o cavalo-marinho e estou a ensinar o meu filhote, que ainda é pequenino, a cavalgar pelo mar.
- E eu sou um cavalinho marinho, ainda estou a aprender e um dia vou conhecer, todas as ondas do mar. Mas ainda tenho que crescer até ser grande e forte, e poder nadar sozinho, sem a ajuda do meu papá, o amigo cavalo-marinho.

15 – Diálogo

Mas quem é muito brincalhão e está sempre a saltar entre as ondas do mar é o golfinho azul, que é muito traquina e vive nos mares do sul, onde a água é mais quentinha.
-Mas que grande salto! Nós, os peixinhos coloridos, gostamos muito do golfinho azul e de o ver a brincar. E batemos sempre palmas, quando ela passa a saltar, entre as ondas do mar.

16 – Diálogo

Agora, já sabemos que o mar é feito de água salgada e toda a bicharada, que vive debaixo da água ou junto ao mar, gosta muito de nadar e saltar. Uns gostam mais de água quentinha, outros gostam mais de água fria. Mas todos são muito engraçados e nadam por todo o lado, entre as ondas do mar que é amigo de todos e tem que ser sempre bem tratado.

17 – Música

O mar pode bem ser, quentinho ou gelado.
É sempre nosso amigo, tem que ser bem tratado.
Para estes amigos, o mar é uma casa
Com muitas ondas e muita água salgada.

18 – Sons:

- Som do mar (ondas);
- Som do fundo do mar;
- Som das focas;
- Som das gaivotas

Autor desconhecido


Boas dramatizações!


Cláudia

Um comentário:

LN-PT disse...

Sim senhora... gostei de ver... apesar de não ser a minha área.. :p

no entanto, como existe uma IPSS onde vivo, e a minha namorada trabalha la, acho que ela vai aproveitar muitas ideias deste teu blog.. ;)

bjinhos