A todos aqueles que me pedem informações através dos comentários, peço por favor que deixem o contacto de email para que possa responder às dúvidas colocadas ou enviem um email para


milkaleite@hotmail.com




Obrigada e voltem sempre! :)


Encontre o que precisa neste blog

Carregando...

Siga-me através do seu email

domingo, 10 de fevereiro de 2008

Desenvolvimento da criança (de 2 a 3 anos)



Desenvolvimento Físico

• À medida que o seu equilíbrio e coordenação aumentam, a criança é capaz de saltar, andar ao pé-coxinho ou saltar de um pé para o outro quando está a correr ou a andar;

• É mais fácil manipular e utilizar objectos com as mãos, como um lápis de cor para desenhar ou uma colher para comer sozinha;

• Começa gradualmente a controlar os esfíncteres (primeiro os intestinos e depois a bexiga);


Desenvolvimento Intelectual

• Fase de grande curiosidade, sendo muito frequente a pergunta "Porquê?";

• À medida que se desenvolvem as suas competências linguísticas, a criança começa a exprimir-se de outras formas, que não apenas a exploração física – trata-se de juntar as competências físicas e de linguagem (por ex., quando faço isto, acontece aquilo), o que ajuda ao seu desenvolvimento cognitivo;

• É capaz de produzir regularmente frases de 3 e 4 palavras. A partir dos 32 meses, é já capaz de conversar com um adulto usando frases curtas e de continuar a falar sobre um assunto por um breve período;

• Desenvolvimento da consciência de si: a criança pode referir-se a si própria como "eu" e pode conseguir descrever-se por frases simples, como "tenho fome";

• A memória e a capacidade de concentração aumentaram (a criança é capaz de voltar a uma actividade que tinha interrompido, mantendo-se concentrada nela por períodos de tempo mais longos);

• A criança está a começar a formar imagens mentais das coisas, o que a leva à compreensão dos conceitos – progressivamente, e com a ajuda dos pais, vai sendo capaz de compreender conceitos como dentro e fora, cima e baixo;

• Por volta dos 32 meses, começa a apreender o conceito de sequências numéricas simples e de diferentes categorias (por ex., é capaz de contar até 10 e de formar grupos de objectos - 10 animais de plástico podem ser 3 vacas, 5 porcos e 3 cavalos);


Desenvolvimento Social

• A mãe é ainda uma figura muito importante para a segurança da criança, não gostando de estranhos. A partir dos 32 meses, a criança já deve reagir melhor quando é separada da mãe, para ficar à guarda de outra pessoa, embora algumas crianças consigam este progresso com menos ansiedade do que outras;

• Imita e tenta participar nos comportamentos dos adultos: por ex., lavar a loiça, maquilhar-se, etc.

• É capaz de participar em actividades com outras crianças, como por exemplo ouvir histórias;


Desenvolvimento Emocional

• Inicialmente o leque de emoções é vasto, desde o puro prazer até à raiva frustrada. Embora a capacidade de exprimir livremente as emoções seja considerada saudável, a criança necessitará de aprender a lidar com as suas emoções e de saber que sentimentos são adequados, o que requer prática e ajuda dos pais;

• Nesta fase, as birras são uma das formas mais comuns da criança chamar a atenção – podem dever-se a mudanças ou a acontecimentos, ou ainda a uma resposta aprendida (as birras costumam estar relacionadas com a frustração da criança e com a sua incapacidade de comunicar de forma eficaz);


SINAIS DE ALERTA

• Adaptabilidade excessiva: retirada, passividade;
• Medo excessivo;
• Falta de interesse pelos objectos, pelo meio ou pelo jogo;
• Alterações de humor excessivas, bater ou morder de forma incontrolável;
• Birras prolongadas, com muito pouca tolerância aos limites impostos pelas figuras cuidadoras;
• "Consciência de si" muito frágil, que se pode traduzir na: dificuldade de tomar decisões; aceitação passiva das imposições dos outros; incapacidade de se identificar como "eu";
• Atraso significativo ao nível da linguagem: por exemplo, não é capaz de produzir frases simples (3, 4 palavras);
• Sono: dificuldade em adormecer sozinho; insónias.

10 comentários:

Maria Pipoca disse...

Muitos parabéns! O teu blog é muito interessante e util para quem trabalha na area...

Ariane disse...

Nossa que carinho este blog.Parabéns... As mamães além dos profissionais tbem agradecem!
Ariane

Anônimo disse...

Amei, sou mãe de primeira viagem minha filha tem tres anos, e está apresentando um choro excessivo, qd ela nao consegue algo que deseja hum? misturado com agressividade. As vezes fico loucA!!! pq ela fica querendo quebrar tudo e agride ela mesma depois pede desculpas. Eu trabalho e hoje decidi pesquisar algo por que sinceramente ninguem aguenta mais.

cirleide disse...

sou estudante de fonoaudiologia
estava pesquisando sobre desenvolvimento intelectual e
linguistico,encontrei esse blog.
que mimo!muito interessante,
parabéns

Raquel disse...

Bom trabalho!! Um site muito interessante e muito útil para que os papás possam acompanhar da melhor maneira os seus rebentos.

Continuem neste sentido, a surpreender!!

Anônimo disse...

Gostei muito do blog mas procuro respostas sobre o dormir. O meu filho tem 2 anos e 3 meses e desde os 2 anos que quer companhia para dormir. Antes deitava-o na cama dele, no quarto dele e vinha embora sem fazer absolutamente nada. Agora, se sente que esta sozinho sai do quarto dele e vem para a cama dos pais. Tento conforta-lo de todas as maneiras mas nada resulta. Ja nao sei o que fazer. Preciso urgentemente de respostas porque nao quero criar maus habitos.

Anônimo disse...

Muito boa tarde adorei o seu bloggue, gostava que me ajudasse estou neste momento a estudar para educação básica e neste momento tenho de "arranjar" actividades para fazer com meninos de 2-3 anos que desenvolvam o deslocamento e equilibrio? Pode-me ajudar

Aguardo a sua resposta

Andrea disse...

Olá,
eu sou Andréa, mãe do Randal Luiz, e um dia ele me surpreendeu com uma frase com 12 palavras:"mamãe eu calcei a chinela pa vim toma baño com a señora."
ele tem 2 anos e 6 meses.
Tenho motivo p/ me surpreender????
Aguardo resposta!
Andréa

Anônimo disse...

Querida se escreve louça e nao loiça.

Anônimo disse...

Não sei se você notou, mas o texto tá em português de Portugal, lá é escrito "loiça", acho.